9 de abril de 2018

CAVALGADA DO TOMATE NOVA MATRONA

No último domingo 08 de abril de 2018, aconteceu no clube CES de Nova Matrona a CAVALGADA DO TOMATE. Uma festa linda com cavaleiros de toda a região. Momentos que amigos e familiares matronenses  tiveram para ter momentos de lazer. Confira as fotos do evento. Eu Hedi Wagner Barbosa jornalista do O GRANDE NORTE agradeço ao vereador Thiago Durães pela oportunidade de fazer a cobertura da cavalgada.


























22 de fevereiro de 2018

NOVOS DESAFIOS PARA OS SINDICATOS NA ATUALIDADE

NOVOS DESAFIOS PARA OS SINDICATOS NA ATUALIDADE
                                                         Por: Hedi Wagner Barbosa - Bacharel em Jornalismo


Os trabalhadores da atualidade estão vivendo em um contexto de transição do trabalho regulamentado e duradouro para formas de negação do trabalho-emprego, visto isso uma escassez e precarização. Essa situação é reforçada em múltiplas estratégias que vem individualizando os trabalhadores.
Maqueiado tornando-se flexíveis, "clandestinos", deslocando de estruturas sindicais de defesa, com reduzidos direitos sociais e políticos. 


OS SINDICATOS - "Eram"... (no futuro pretérito imperfeito) mas, ainda continuam sendo... Organizações ou entidades criadas para organizar os trabalhadores, encaminham suas reivindicações e representam seus interesses frente aos empregadores, decorrentes das políticas neoliberais, mas, interromperam o processo de conquistas de direitos e de ampliações da cidadania no Brasil. Com isso hoje os sindicatos enfrentam desafios para continuar a garantir os direitos que já eram alcançados pelos trabalhadores. 



14 de fevereiro de 2018

MICARETA DE SALINAS 2018 - DIVERSÃO E GERAÇÃO DE EMPREGOS TEMPORÁRIOS PARA POPULAÇÃO

A MICARETA DE SALINAS 2018, ACONTECEU ENTRE OS DIAS 19, 20 E 21 DE JANEIRO. DATA FOI DEFINIDA PELOS ORGANIZADORES DA TRAMA PROMOÇÕES E PREFEITURA MUNICIPAL DE SALINAS, CIDADE A CERCA DE 780KM DE SALVADOR BAHIA.  A MICARETA GERA CERCA DE 100 EMPREGOS TEMPORÁRIOS DIRETOS E INDIRETOS. A FESTA É UMA DAS FORMAS DE AUMENTAR A CIRCULAÇÃO FINANCEIRA DA CIDADE. DESDE A PARTE DE HOTELARIA, TRANSPORTES TANTO DE TAXISTAS QUANTO DE LINHAS DE ÔNIBUS E COMERCIANTES QUE AUMENTAM SUAS VENDAS COM O MOVIMENTO. EM DEPOIMENTO DURANTE A MICARETA DE SALINAS, FOLIÕES E COMERCIANTES FALARAM DA OPORTUNIDADE E IMPORTÂNCIA QUE A MICARETA DE SALINAS OFERECE PARA QUE TODOS ENVOLVIDOS POSSAM TIRAR SUSTENTABILIDADE PARA SUAS FAMÍLIAS E DO LAZER PROPORCIONADO PELA FESTA. 
UMA ECONOMIA GARANTIDA PARA A CIDADE, QUE RECEBE VISITANTES DE TODA A PARTE DO BRASIL, JÁ QUE O MÊS DE JANEIRO É O MAIOR TEMPO DE PERÍODO DE FÉRIAS. 



SHOW NETO LX

SHOW ZANYNHO

SHOW CHEIRO DE AMOR

6 de fevereiro de 2018

EDUCAR OS PENSAMENTOS E CULTURALIDADE DOS NOSSOS ATOS

EDUCAR OS PENSAMENTOS E CULTURALIDADE DOS NOSSOS ATOS 
                                             Por: Hedi Wagner Barbosa - Jornalista, Radialista, Locutor Anunciante DRT/MG 26.172

                                           "Toda expressão mental resulta numa formação já do outro lado..."


Mercado antigo de Salinas Norte de Minas Gerais. 
Entenda que é preciso evitar visões distorcidas, estudando um pouco sobre a Antropologia em uma das citações de Kipling, Joseph Kipling um escritor britânico [1865-1936], em uma de suas análises; Aquele que é diferente de nós está fundada no chamado RELATIVISMO CULTURAL. 
Relativizar culturalmente significa que ao falarmos sobre os outros povos, grupos ou temas, precisamos primeiro nos indagar. 
Como concebemos a sociedade a sociedade da qual fazemos parte? 
Temos como definir outros povos e culturas como primitivos ou arcaicos, civilizados ou não?
Até hoje entendo que não existe meios para tal definições... Será que alguns pontos classificações desses tipos seriam adequadas ou tendenciosas?

Mercado de Salinas, MG aos finais de semanas alem do povo
sair para fazerem as compras, se encontram para conversar.
(coisa do interior)
Precisamos refletirmos e entendermos que outras sociedades ou grupos sociais têm concepções e valores diferentes dos nossos, como acerca da vida e do mundo, como exemplo; Nem melhores e tão pouco piores. Essa vivência em processo também ensina-nos que muitos comportamentos e visões de mundo que nos cercam pareçam "naturais ou biológicas", na verdade isso são produtos da cultura que já variam em diferentes grupos da sociedade. 

Novas instalações do mercado municipal de Salinas.
Foto Extraída da internet 
Exemplo disso na cidade de Salinas e outras cidades do Brasil o reconhecimento da existência "do outro", culturas de diferentes grupos, povos e religiões da sociedade a alteridade nos mercados municipais, implicam as experiências do contato com outras culturas, a aceitação das diferenças. Essas podem ser formas de desvendar vários aspectos da nossa cultura que antes passavam despercebidas. 





Pesquisar este blog